No verão, os bichos precisam de cuidados redobrados. Segundo o médico veterinário Leonardo Brandão, da Merial Saúde, além das precauções com o calor, as picadas de pulgas e carrapatos são mais frequentes nesta época.

- A pulga e o carrapato precisam de calor e umidade para procriar, por isso é mais comum que se manifestem no verão.

Ajude seu melhor amigo a se livrar das pulgas e carrapatos
A picada destes animais pode trazer muitos problemas à saúde do seu pet e à sua também. Além da imensa coceira consequente das picadas, a pulga também transmite doenças. Se o bicho engolir esse inseto, pode contrair o parasita dipylidium canino, que ataca o intestino, causa diarreia e até provoca a perda de peso. Para os gatos, em caso de ingestão, a pulga transmite a bactéria mycoplasma, que causa anemia.

O carrapato é a praga mais preocupante de todas. Para os humanos, esse aracnídeo transmite zoonoses, como a febre maculosa. Nos bichos, desencadeia doenças como babesiose, erliquiose, anemia e pode levar a óbito. Quando picado, o animal fica prostrado, quietinho e sem apetite.

Perceber se o pet tem pulgas é fácil. Ele começa a se coçar bastante e dá para ver o inseto entre os pelos. Para quem nunca viu o carrapato, Brandão conta que ele é quase do tamanho de um grão de feijão, visível a olho nu e não é um problema apenas das regiões rurais.

- O carrapato se propaga com facilidade nas zonas urbanas, mas é mais comum em matos.

Caso você perceba que o seu bicho está com carrapatos, Brandão aconselha a não tentar tirá-lo com a mão:

- É melhor evitar o contato. Se for arrancá-lo, use uma pinça. É a picada desse aracnídeo que transmite a febre maculosa para o homem.

Caso você perceba que seu bicho está sofrendo com algum destes problemas, a melhor medida, segundo o especialista, é aplicar os produtos específicos para acabar com o mal. Tais produtos são encontrados com facilidade em pet shops e casas especializadas. O uso deve ser tópico.

Longe de pulgas e carrapatos

Brandão afirma que a melhor forma de ficar livre das pragas citadas nesta reportagem é tomando medidas preventivas.
– Para evitar que seu bicho pegue carrapato, use os produtos específicos todo mês. No caso das pulgas, a posologia varia de produto para produto, mensal ou de três em três meses.

Se a infestação de pulgas for grande, é preciso tratar o animal e também o ambiente onde ele vive.

- As pulgas se reproduzem rapidamente e se alojam em pequenas frestas, tacos e tapetes. Às vezes é aconselhado dedetizar o local. Se esse for o caso, é melhor recorrer a um técnico, pois os produtos de dedetização são venenosos.

Quem tem mais de um animal, deve aplicar o produto em todos eles, mesmo que apenas um tenha pulgas.